Hospital de Caruaru pode entrar em colapso e fechar suas portas, alerta Diretor

Por G1 – O diretor geral do Hospital Mestre Vitalino, Marcelo Cavalcanti, e o presidente da Unimed Caruaru, Pedro Melo, apresentaram dados da ocupação dos leitos da unidades de saúde nesta segunda-feira (10) na CBN Caruaru. Para Marcelo, “a população precisa se conscientizar”, já Pedro afirmou que podemos “vir a ter um colapso na rede por conta do alto número de profissionais infectados”.

“A gente está com o hospital bem cheio, tanto no Mestre Vitalino quanto no de campanha. Nós temos 60 leitos de UTI para pacientes da síndrome respiratória aguda grave, a UTI está com ocupação de 90% e a enfermaria com a ocupação de 82%, ou seja, é um número bastante preocupante para o que a gente vem passando no início de 2022”, destacou.




Para o diretor geral do HMV, apesar de estarmos há quase dois anos enfrentando a pandemia, a situação “é bem preocupante”: “A população precisa se conscientizar que tem que se cuidar e, principalmente, se vacinar, que é o fundamental pra gente conseguir passar por isso”.

“Nossa realidade não é tão diferente da rede pública”. Foi assim que o presidente da Unimed Caruaru, Pedro Melo, informou como está a situação atual do hospital. “Nós estamos registrando um aumento surpreendente, não só de casos, mas principalmente do número de atendimentos”, destacou.

“O que tem sido um fator importante ao observar, é que apesar de muito alto [os atendimento] isso não tem se convertido em internações na mesma proporção, o que nos dá uma certa folga de leitos. No entanto, tem preocupado bastante […]. A gente pode vir a ter um colapso na rede por conta do alto número de profissionais infectados”, disse.




Deixe uma resposta