Armando sobre desemprego em PE: “Maior taxa do País é resultado direto de gestão ineficiente do PSB”

Para o ex-senador Armando Monteiro (PSDB) é preciso que se deixe clara a relação direta entre a mais nova posição do Estado como campeão de desemprego no País, revelada pelo IBGE, e a ineficiência da gestão do PSB nos últimos sete anos.

 

“A liderança de Pernambuco nos índices de desemprego em todo o País confirma a ineficiência de um governo que só lança um plano de retomada de desenvolvimento no apagar das luzes de seu período administrativo”, afirma Armando.




A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD Contínua) relativa ao terceiro trimestre deste ano mostra que Pernambuco possui uma taxa de 19,3% de desempregados, ao mesmo tempo em que a taxa no Nordeste ficou em 16,4% e no País em 12,6%. Vale destacar que no segundo trimestre Pernambuco também apareceu como líder em desemprego no País (21,3%).

 

O número atualizado da pesquisa mostra que entre os meses de julho, agosto e setembro, 806 mil pernambucanos procuraram e não encontraram emprego, o que revela um problema de caráter estrutural, como já apontou Armando Monteiro.




“Lamentavelmente, a taxa de desempregados em Pernambuco é mais de 50% superior à média nacional, e isso é fruto de uma série de fatores, como o baixo nível de investimento público, o grande número de obras paradas ou paralisadas, um ambiente ruim para investimentos privados, excesso de burocracia e tratamento tributário inadequado”, enumera Armando.

 

Para ele, esse quadro só começará a ser revertido com uma gestão eficiente e proativa, o que definitivamente não se viu nos últimos anos em Pernambuco.


Deixe uma resposta