Prefeito eleito de Pesqueira, Cacique Marquinhos afirma que aguarda decisão do TSE para assumir cargo: ‘o povo me escolheu’

O prefeito eleito de Pesqueira, no Agreste de Pernambuco, Cacique Marquinhos (Republicanos) afirmou ao g1 na última terça-feira (19) que está aguardando a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para assumir o cargo: “a perspectiva é de ocuparmos esse espaço, onde o povo me escolheu enquanto prefeito de Pesqueira”.

“Hoje, a prefeitura de Pesqueira se encontra com um prefeito interino, o nosso companheiro Bal de Mimoso”, disse Marcos Luidson de Araújo, mais conhecido como Cacique Marquinhos Xukuru. No vídeo, ele ainda ressaltou que quer assumir a prefeitura para “colocar em prática tudo aquilo que” foi discutido com a população do município.



Mesmo tendo sido eleito, o cacique ainda não tem autorização para tomar posse como prefeito porque, em 2015, ele foi condenado pela Justiça Federal pela prática de crime contra o patrimônio privado e incêndio.

Investigação do MPPE
O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) abriu um inquérito civil para investigar se o candidato eleito a prefeito de Pesqueira, Cacique Marquinhos, do Partido Republicanos, está exercendo o cargo sem ter tomado posse. Cacique Marquinhos foi eleito com 17.654 votos.

Através de nota, a 1ª Promotoria de Justiça de Pesqueira informou que recebeu através do Sistema Extrajudicial do MPPE (SIM), duas denúncias enviadas pela ouvidoria, relatando que o candidato a prefeito mais votado, ainda sub judice, estaria se apresentando como chefe do Executivo municipal.




Deixe uma resposta