Por que está chovendo tanto no Recife? Entenda fenômeno de Ondas de Leste, que afeta cinco estados do Nordeste

O Grande Recife tem, nesta quinta-feira (26), mais um dia de chuvas, alagamentos e transtornos. As precipitações tem relação com um Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL), que também causa chuvas em Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Sergipe.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, nesta quinta, dois alertas para cidades desses cinco estados, um de nível amarelo, que significa perigo em potencial e chuvas de até 50 milímetros em um dia, e outro de nível laranja, que é de perigo e até 100 milímetros em 24 horas.

A Agência Pernambucana de Águas e Clima explicou que região está no início do período chuvoso, quando são esperados sistemas que provoquem fortes precipitações.



Esse período vai até o fim de julho e, por vezes, até o início de agosto. Nos últimos dias, ocorreu um “resquício” de frente fria que veio do Sul do país e se juntou a um Distúrbio Ondulatório de Leste.

Os Distúrbios Ondulatórios de Leste, também chamados de Ondas de Leste, são perturbações no campo de vento e pressão que atuam na faixa tropical do globo terrestre, em área de influência dos ventos alísios, que se deslocam desde a costa da África até o Litoral leste do Brasil.

Na prática, o que ocorre é a formação de nuvens de chuva por causa da circulação de correntes de vento que vêm do continente africano, passam pelo oceano e chegam ao Nordeste do Brasil.



“A previsão climática realizada por todos os centros estaduais do Nordeste do Brasil, indicou que aqui, para a parte leste do Nordeste, a previsão é de que as chuvas, o acumulado para o trimestre de junho a agosto, fique acima do normal”, disse.



Deixe uma resposta