Médico será investigado por suspeita de ser vacinado de forma irregular em Caruaru e Lagoa do Ouro

A Secretaria de Saúde de Pernambuco encaminhou para investigação da Secretaria de Defesa Social (SDS), do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e do Conselho Regional de Medicina (Cremepe) o caso de um médico que atua no interior de estado e que teria recebido, de forma irregular, duas doses da vacina contra a covid-19 em intervalo de apenas quatro dias.

De acordo com a denúncia, a primeira aplicação do imunizante teria sido feita em Caruaru, no dia 22 de janeiro, e a outra em Lagoa do Ouro, em 26 de janeiro




De acordo com a Secretaria, o caso foi informado no final da tarde da última terça-feira (02) pela Secretaria de Saúde de Lagoa do Ouro, “que identificou a situação ao tentar registrar a aplicação no sistema de informação”.




Deixe uma resposta