História dos papangus de Bezerros ganha exposição no Recife

Papangu será representado através de obras de artistas locais, entre as produções: máscaras, xilogravuras, quadros, camisas e bonecos; evento conta com oficinas de máscaras, xilogravuras e leitura cultural

A história dos papangus, figuras tradicionais do Carnaval de Bezerros no Agreste de Pernambuco, vai ganhar uma exposição gratuita a partir deste sábado (14) no Recife. O evento que ganhou o tema “Uma Viagem na História dos Papangus” reúne mais de 20 artistas do interior do estado. Organizado pela Prefeitura de Bezerros, através da Secretaria de Turismo e Cultura, a programação fica em cartaz entre os meses de janeiro e fevereiro, na Galeria 180Arts, rua da Guia, 207, no Recife Antigo. A abertura, que acontece às 14h, terá participação do “Bloco do Papangu” e da Centenária Banda Musical Cônego Alexandre Cavalcanti que vão fazer a festa dos foliões pela Rua Bom Jesus até o local da exposição.

“O carnaval de Bezerros é do tamanho do mundo. Por isso, através dessa exposição, nós queremos mostrar um pouquinho das riquezas culturais e dos grandes talentos que existem em nosso município. Afinal, são eles que nos ajudam a contar a nossa história. Convido todos aqueles que amam nossa cidade para visitar a exposição, conhecer quem somos e se apaixonar ainda mais pela Terra do Papangu”, conta a prefeita de Bezerros, Lucielle Laurentino.

O secretário de Turismo e Cultura do município, Bruno Clisman, enfatizou a contribuição turística e cultural do evento para a história do carnaval bezerrense. “Bezerros é um celeiro de cultura, arte, gastronomia e turismo ecológico. Falar de Bezerros é trazer à tona, toda alegria e mais de 100 anos de história do Papangu e seus carnavais que se tornaram referência no Brasil ao longo dos anos”, destaca Clisman.

A identidade visual foi concebida pelo design gráfico bezerrense Eduardo Lemos, trazendo uma linguagem jovem e com cores vivas. Para a curadoria da exposição, foram escolhidos três amantes da cultura bezerrense: Sueli Silva, Robeval Lima e Vamberto Carvalho. O olhar sensível da câmera ficou por conta do cinegrafista Ismar Santos, que junto ao time, deu vida ao documentário “Uma Viagem na História dos Papangus”.

Segundo Monique Gabrielle, coordenadora de aparelhos e incentivo à cultura de Bezerros e expositora responsável pelo evento, o desenvolvimento da exposição cultural teve como base estudos em livros, jornais, revistas, artigos e fotos que retratam a história do Papangu de Bezerros. “Colocamos a população bezerrense dentro da sua própria história, momento para relembrar os antigos carnavais. O Papangu é nossa herança cultural, herança essa, que devemos passar para as novas gerações”, conclui Monique.

 

Programação:

O evento será dividido em seis etapas, cada uma contará a evolução do Papangu de Bezerros ao longo dos anos. Confira quais são os nichos que representam o anfitrião da maior e melhor folia do interior do Brasil: a Folia do Papangu.

Na primeira etapa, o visitante encontrará a história do papangu dividida em seis fases. A primeira fase relata o surgimento do Papangu por volta de 1881. Da segunda a sexta fase, as diferentes formas da produção das máscaras. As etapas seguintes mostram os adereços e manequins com representação das fases do Papangu. Mais de 20 artesãos irão expor obras que serão comercializadas. Nesta etapa, o Papangu será representado através das máscaras, xilogravuras, quadros, camisas, chaveiros, bonecos, entre outros itens produzidos no município.

Com jornais e revistas que retratam o carnaval de Bezerros ao longo dos anos, o espaço também homenageará a imprensa brasileira, peça fundamental para o conhecimento da história. O visitante poderá vestir-se com uma roupa de papangu e tirar foto, como protagonista da capa do jornal. A sexta etapa foi reservada para a realização de oficinas de máscaras e xilogravuras. No ambiente, também será exibido o documentário “Uma Viagem na História dos Papangus”.

Programação das oficinas:

Oficinas de máscaras e xilogravuras acontecerão aos finais de semana no período da exposição. Os interessados devem fazer inscrição e pagar uma taxa no ato da reserva, o acesso para esta atividade é a partir de R$40. Mais informações através dos telefones (81) 98131-4937 – Galeria 180 Arts ou Prefeitura de Bezerros (81) 3728-6700 e Secretaria de Turismo e Cultura (81) 3728-6706.

Leitura cultural:

A escritora Tita Brayner, faz parte da programação, no dia (12) de fevereiro, a partir das 16h, faz leitura para criançada do livro dela “O Reino Encantado de Cascudo”. A obra traz a magia dos contos de fadas para a “Terra do Papangu”, onde o protagonista nos coloca no meio do enredo junto com a personagem principal.

SERVIÇO:

HISTÓRIA DOS PAPANGUS DE BEZERROS GANHA EXPOSIÇÃO NO RECIFE

ENTRADA: exposição (gratuita) – oficinas (a partir de R$40)

QUANDO:  de 14 de janeiro a 28 de fevereiro de 2023

ONDE: Galeria 180Arts, rua da Guia, 207, Bairro do Recife

HORÁRIO: domingo a sexta-feira, no horário das 10h às 18h

Deixe uma resposta