Enfermeira usa cavalo para atravessar rio e vacinar três idosos contra gripe, no Sertão da PB

A enfermeira Nathana Inácio atravessou um rio a cavalo, o rio estava cheio, e serviu com sucesso como três membros de uma comunidade em Santana de Mangueira (Santana de Mangueira) no interior da Paraíba O velho recebeu uma vacina contra a gripe.

Ela trabalha no departamento municipal de imunização há dois anos, mas esta é a primeira vez que ela tem que superar seus medos para ajudar outras pessoas. Desde 2018, Nathana tem vacinado pessoas que não podem ser imunizadas.

Enfermeira usou cavalo para atravessar rio e vacinar idosos contra a gripe, no Sertão da Paraíba — Foto: Nathana Inácio/Arquivo Pessoal



Desafios ao longo do caminho, porque a área local geralmente é de difícil acesso. Algumas áreas só podem ser alcançadas de motocicleta.

É desde 2018 que ela leva a vacinação para áreas mais distantes devido ao difícil acesso e a dimensão territorial.




“Embora a população seja pequena e uma cidade pequena, o território é bastante grande. A gente viaja até mais de 50 quilômetros até chegar a essas pessoas”, destacou.

Santana de Mangueira está localizada no Vale do Piancó, Sertão da Paraíba, e as chuvas em 2020 estão acima da média. Desta forma, a barragem transbordou e o rio encheu. Os moradores da comunidade Sipó estão isolados e não podem entrar na cidade. Como resultado, os três idosos não receberam a vacina contra a gripe.




“Nesse momento eu preferi me arriscar e superar meu medo para levar a vacinação a esses idoso que não poderiam atravessar o rio”, revela a enfermeira.
Por isso, ela subiu nas costas do cavalo com uma mala contendo isopor, um termômetro, luvas e uma seringa. Ele cruzou o rio e vacinou três idosos que precisavam de imunidade.




Deixe uma resposta