Carteiras de moradores de Fernando de Noronha são falsificadas em esquema de compra de passagens aéreas com desconto

Carteiras de moradores de Fernando de Noronha foram falsificadas e usadas em um esquema de compra de passagens aéreas com desconto. A informação foi confirmada, nesta quarta (11), pela Administração da Ilha. A Polícia Civil informou que investiga o caso, que envolve bilhetes da Azul Linhas Aéreas.

Fontes ligadas ao Blog Viver Noronha informam que foram identificadas irregularidades na comercialização de mais de 20 passagens.

Um acordo firmado pela Administração da Ilha com as empresas aéreas permite que os moradores, devidamente identificados, comprem passagens de ida e volta para o Recife pagando menos do que a tarifa cheia.

O preço com desconto pode variar em torno R$ 262,79. Na tabela normal, o trecho pode custar até R$ 1 mil.

Ainda segundo o acordo, são cinco vagas por avião. Os bilhetes podem ser adquiridos com até um ano de antecedência.



Além dessa cota, os moradores também podem comprar passagens por R$ 307,79, conforme disponibilidade na aeronave.

Até a descoberta das irregularidades, para comprar com desconto, o morador tinha apenas que apresentar uma cópia da carteira de morador. Foi justamente nesse processo que o esquema começou a ser desvendado.

Desconfiando de que passageiros tinham praticado a irregularidade, desde terça-feira (10), a Azul passou a exigir a apresentação da carteira de morador original, além da cópia, para venda dos bilhetes com desconto.

A gerência da companhia informou ao g1 que a mudança foi necessária “em função de problemas identificados”, mas sem especificar o motivo.



Nesta quarta, a Administração de Noronha, responsável pela emissão das carteiras, informou que o setor de Controle Migratório recebeu uma consulta da Azul a respeito de passageiros que teriam comprado passagens com tarifa especial reduzida.

“Foi verificado, após consulta no sistema, que nenhuma das pessoas da lista apresentada tinha carteira de morador permanente ou temporário. Ao constatar o fato, representantes do Controle Migratório e da companhia aérea registraram um boletim de ocorrência na delegacia da ilha para que o caso seja investigado”, afirmou a nota.

A Polícia Civil confirmou a investigação, mas disse, por nota, que o caso está sob sigilo. “A Polícia Civil informou que está investigando o caso. Mais informações não podem ser repassadas, sob pena de prejuízo das investigações”, informou.



O g1 solicitou à Azul análise da denúncia da falsificação das carteiras de moradores para aquisição de passagens aéreas com desconto, quantas irregularidades foram identificadas e qual estimativa de prejuízo, mas, até a publicação matéria, não obteve resposta.



Por g1 Pernambuco.

Deixe uma resposta