Acic adere ao movimento nacional da CACB para estimular vacinação

Um ano após o registro do primeiro infectado pelo coronavírus no País, o Brasil enfrenta a pior fase da pandemia, alcançando suas maiores médias diárias de mortos, mesmo com o início da vacinação. Ao todo, já são mais de 266 mil vítimas fatais e um total de 11 milhões de casos. Na economia, o cenário também é alarmante. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que o Brasil chegou a marca de 14 milhões de desempregados, nos últimos 12 meses, além de milhares de empresas que precisaram encerrar suas atividades em razão da crise e da falta de perspectiva favorável aos negócios.




Defendendo que a vacinação é a única medida comprovadamente eficaz até o momento, a Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) adere à campanha da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) intitulada “Eu vou vacinar”. O objetivo do movimento é conscientizar sobre a importância da imunização para manutenção da vida e para recuperação da atividade econômica e cobrar do governo mais celeridade na vacinação, tendo por base a queda no número de mortos em países que avançaram nesse processo, a exemplo de Israel e Estados Unidos.

“É fundamental que o Brasil ganhe um novo ritmo de vacinação para que possamos ter perspectivas reais de recuperação econômica e para que não percamos mais vidas para a Covid-19. O cenário de instabilidade tem afetado profundamente os setores e a confiança dos empresários, precisamos unir forças para evitar a necessidade de um novo fechamento do comércio, serviços e indústria em Pernambuco e essa campanha da CACB cumpre com a missão das associações de representar a classe empresarial e cobrar medidas mais efetivas”, defende a presidente da Acic, Ivania Porto.




Deixe uma resposta