Nova fábrica do Agreste que vai gerar 2 mil empregos começa processo de implantação

O governador Paulo Câmara assinou, nesta quinta-feira (17), no município de Bonito, no Agreste, a ordem de serviço para o início das obras da fábrica da Yazaki, multinacional de origem japonesa especializada na produção de chicotes automotivos e outros componentes, como displays, dispositivos eletrônicos e instrumentos.

Cerca de dois mil empregos diretos serão gerados quando a empresa estiver em operação, integrando o conjunto de fornecedores da fábrica da Jeep em Goiana, na Zona da Mata Norte. O investimento na nova planta é de R$ 60 milhões.



O empreendimento será erguido em um terreno de 10 hectares, ao lado da Escola Técnica Célia de Souza Arraes de Alencar. A unidade terá 21 mil metros quadrados de área construída e suas instalações utilizarão os mesmos modelos da unidade de Sergipe, composta por mais de 90% de trabalhadores locais.

A previsão da empresa é iniciar as operações em junho de 2021. “A chegada da Yazaki Mercosul ao Agreste pernambucano possibilitará à região um crescimento econômico local sem precedentes. Contribuindo para que, futuramente, novas empresas vejam em Bonito o potencial para se tornar também um importante polo fabril para o Estado”, disse o presidente da Yazaki Mercosul, Lázaro Figueiredo.



“Como Yazaki, nossa missão junto às comunidades é ser uma empresa comprometida com o mundo e necessária à sociedade. A fábrica de Bonito vem para reforçar esse propósito. Estamos fazendo um investimento milionário na região, com a certeza de que vamos modificar positivamente o futuro desta cidade e contribuir para que, a partir das atividades da Yazaki, novas oportunidades sejam geradas”, completou Figueiredo.

A companhia já possui contrato e integra a cadeia de suprimentos da Fiat Chrysler Automobiles. Os produtos destinados à Jeep vêm da unidade localizada em Nossa Senhora do Socorro, em Sergipe. A expansão da multinacional também está relacionada ao crescimento da produção de veículos da FCA e à nova rodada de investimentos da cadeia produtiva local, com aportes privados que chegarão a R$ 7,5 bilhões até o ano de 2023, implicando na geração de mais nove mil empregos diretos.



Em Bonito, será construída a décima fábrica do grupo na América do Sul e a sexta no Brasil.

Ceça Ricarte

Ceça Ricarte - Jornalista de formação, com mais de 15 anos de experiência, nas mais diversas áreas que o Jornalismo se propõe. Natural de Recife, mas que escolheu Caruaru para amar e viver! Entre idas e vindas, está fixa na Capital do Forró há 12 anos.

Deixe uma resposta