5 pontos culturais que você deve ir conhecer em Caruaru

Atualmente Caruaru destaca-se como o mais importante pólo econômico, médico-hospitalar, acadêmico, cultural e turístico do Agreste, sendo também famosa por seu comércio e as diversas feiras que existem na cidade, atraindo pessoas de outros lugares à visitarem nossa princesinha do Agreste, na intenção de fazer compras. ?

Mas você conhece todos os principais pontos culturais da cidade? A equipe do TE AMO CARUARU, separou para você uma lista de com 5 pontos culturais em nossa cidade que merecem ser visitados, confira: ?



Espaço Cultural Tancredo Neves

Situa-se onde funcionou a Fábrica Caroá, da firma José Vasconcelos & Cia, fundada em 1935 e desativada em 1978. No histórico prédio da antiga fábrica foi criado o Espaço Cultural Tancredo Neves, inaugurado em 30 de dezembro de 1988. O local abriga, além da Fundação de Cultura, o Museu do Barro/Espaço Zé Caboclo, o Museu do Forró Luiz Gonzaga, o Espaço Elba Ramalho e o próprio Museu da Fábrica Caroá, onde é possível conhecer as obras dos artistas e artesãos caruaruenses, a história do forró, do São João e da outrora grande indústria Caroá.



Pátio de Eventos Luiz “Lua” Gonzaga

Inaugurado em 20/05/1995, durante a segunda gestão do Prefeito José Queiroz ( 1993/96), na área do Espaço Cultural Tancredo Neves. É o local onde se realizam os grandes eventos da cidade, com capacidade para receber um público estimado em 150 mil pessoas.




Em 2007 foi erguida, na entrada principal do Pátio, uma estátua em homenagem ao Rei do Baião. Um belo monumento esculpido pelo artista plástico José Caxiado da Silva.



Casa da Cultura José Condé

Construída e inaugurada em 31/01/1973, pelo Prefeito Anastácio Rodrigues (1969/73), fica localizada no Parque 18 de Maio. Originalmente, em suas dependências funcionavam a sala José Condé com acervos de livros, objetos pessoais e fotos do grande escritor caruaruense, a biblioteca onde estavam à disposição do público os livros dos escritores Álvaro Lins, doados pela viúva Srª Heloísa Lins, e José Condé, doados pela família, a coleção de arte popular com peças e fotos de artistas caruaruenses, o teatro Joel Pontes e uma galeria de arte. Ao longo dos tempos, outros equipamentos foram implantados como a Escola de Música Maestro Joaquim Augusto. Infelizmente, também ao longo do tempo, a Casa da Cultura foi se descaracterizando e estava praticamente ociosa, quando, no 39º aniversário de sua inauguração (31/01/2012), foi reativada, com nova roupagem e novos equipamentos para utilização do público.



Museu do Cordel Olegário Fernandes

Situa-se no Parque 18 de Maio e foi fundado pelo poeta cordelista Olegário Fernandes, em 21/08/1999, com o nome de Museu do Cordel. Nele encontram-se matrizes de xilogravura, recortes de jornais e de folhetos de cordel, em suas versões originais. É único no gênero em todo o Brasil.



Memorial de Caruaru

Situa-se na Rua Duque de Caxias, no prédio onde funcionou o antigo Mercado de Farinha. Contém fotos, documentos e objetos artesanais, que formam o acervo do Memorial da Feira e do Museu da Cidade, além de abrigar exposições de artistas caruaruenses. Desde o ano 2000, o memorial ficou desativado para uma reforma, que só aconteceu em 2009, durante a terceira administração do Prefeito José Queiroz ( 2009/2012). Para o cargo de diretor do memorial foi nomeado Onildo Almeida, compositor da música que eternizou a própria feira.



Deixe uma resposta