5 cartões-postais que todo mundo deve ir conhecer em Caruaru

A identidade de Caruaru vem sendo construída ao longo dos séculos com base em lugares que se tornaram verdadeiros símbolos e que imprimem um caráter de imenso valor à sua população e aos turistas e visitantes que chegam a esta cidade.

Dentre os cinco lugares, estão quatro pontos turísticos de grande importância para nossa cultura e nossa economia, são estes: a Feira de Caruaru; o Centro, onde está o Marco Zero de nossa cidade; o Alto do Moura, reduto de nossos mais prestigiosos artesãos e mestres, herdeiros e herdeiras do grande Vitalino; e o Monte Bom Jesus, com sua vista fascinante e um dos lugares mais indicados para apreciar um belo pôr do sol na cidade.




O outro lugar considerado símbolo por seu valor histórico, geográfico e econômico é o rio Ipojuca, a que se deve o surgimento deste município. Sendo turista, visitante ou morador, é impossível não se apaixonar por esses cartões postais de Caruaru, cada um guardando características peculiares em termos de diversidade gastronômica, artística, histórica e paisagística. Vale a pena saborear cada um desses belos patrimônios de nossa cidade!

Alto do Moura

Localizado na zona oeste, a aproximadamente 7km do centro de Caruaru, concentra a maior parte da produção de peças utilitárias e figurativas em barro, graças às mãos de artesãos e discípulos de mestres, o que o fez ser conhecido como Maior Centro de Artes Figurativas das Américas.
Além do artesanato em barro, vários restaurantes e bares populares formam um centro gastronômico onde o carro-chefe dos cardápios é o “Bode/Carneiro”.
O bairro também abriga o Projeto Sustentável do Coletivo Mulheres de Argila, que trabalha com as sobras do tecido jeans, chamadas ourelas.



Feira de Caruaru

Considerada pelo IPHAN, em 2006, Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, figura como uma das mais importantes feiras do Brasil. Cantada em verso e prosa, a Feira de Caruaru resguarda diversos aspectos de nossa cultura: arte, literatura, música, gastronomia e costumes. No entorno dos seus 250.000m², desenvolvem-se 14 feiras que atendem à população local e a cidades vizinhas, entre elas, encontramos a Feira de Raízes e Ervas Medicinais, de Flores e Plantas Ornamentais, de Bolos, Gomas e Doces, de Ferragens, de Artigos de Cama, Mesa e Banho e outras. Hoje, só a Feira de Artesanato tem 416 barracas.

Marco Zero

Conhecido como local da fundação da cidade, o Marco Zero de Caruaru é também o centro comercial popular e a parte mais antiga da cidade.




Localizado em frente a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, na Rua 15 de novembro, e ladeado pela Praça Coronel João Guilherme, o Marco Zero de Caruaru é sempre muito movimentado durante o dia por causa do comércio em sua volta.

Monte Bom Jesus

Eternizado na Música “Caruaru do meu tempo de menino” o Monte Bom Jesus é um dos lugares mais emblemáticos da cidade!




Do alto dos meus 630 metros temos a melhor vista panorâmica de Caruaru, e seus mirantes são os melhores lugares para as suas selfies. Uma das opções de acesso é a escadaria com 365 degraus, ladeada por painéis com a representação da Via Sacra, que levam até a igreja de Santa Luzia construída em 1902.

O Monte também tem: a praça das tapioqueiras, a praça da feira da Mulher Empreendodora , praça para piquinique, parquinho infantil, área de convivência com mesas e bancos, Centro de Atendimento ao Turista, além de um anfiteatro com apresentações em datas especiais.



Rio Ipojuca

O rio Ipojuca nasce na Serra de Pau D´arco, em uma vila chamada Ipojuca, na cidade de Arcoverde e passa por 25 cidades, desaguando no litoral, na cidade de Ipojuca. É o segundo rio mais extenso do estado de Pernambuco, com 323,9 km e o único que abrange quatro mesoregiões: Sertão, Agreste, Zona da Mata (Sul) e Região Metropolitana do Recife.

 

Se gostou, compartilhe com os seus amigos! ?




Deixe uma resposta